Infraestrutura Ágil para um dos maiores bancos do Brasil.

O cliente:

A Caixa Econômica Federal (CEF) é uma instituição financeira, sob a forma de empresa pública do governo federal brasileiro, com patrimônio próprio e autonomia administrativa com sede em Brasília (DF) e com filiais em todo o território nacional. Fundada em 1861 a CEF é o órgão responsável pelos programas sociais do Governo Federal, presente na vida de todos os brasileiros, administrando o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o Programa de Integração Social (PIS), o Seguro-Desemprego, o Bolsa Família e, também, pelas unidades lotéricas.

A oportunidade:

Um dos maiores bancos públicos do Brasil possuía um grande gargalo no provisionamento de infraestrutura, chegando as vezes a demorar até 3 meses para a criação de servidores para o deploy de novas aplicações, o que resultava em atrasos recorrentes nos projetos a serem desenvolvidos e desmotivação da equipe devido a burocracia durante todo este processo, O desenvolvimento precisava ser ágil mas o provisionamento da infraestrutura também.

Os desafios principais eram:

- Criar infraestrutura sem perder o controle.

- Garantir os acessos e permissões as pessoas certas.

- Diminuir a indisponibilidade nos ambientes.

A solução:

Usando soluções open source, a 4Linux criou um integrador de ferramentas chamado SIAS ( Sistema de Integração de Aplicativos e Serviços ). Este novo sistema passou a receber informações de um sistema já existente no banco denominado SIDAS que faz o controle do que deve ser criado e como deve ser criado.

Uma vez definido no SIDAS:

Quais eram as pessoas envolvidas no projeto,

Qual era a infraestrutura desejada,

Quais eram os servidores de aplicação e

Quais eram os repositórios onde os códigos das aplicações deveriam ser armazenados, estas informações passaram a ser compartilhadas com o SIAS ( Sistema de Integração de Aplicativos e Serviços ), que passou a fazer a integração com as seguintes tecnologias: Gitlab, Jenkins, Openshift, LDAP e criar toda a infraestrutura necessária para rodar determinada aplicação e definir os acessos de forma automática.

O resultado:

- Provisionamento de infraestrutura em 3 minutos.

- Menos burocracia nos processos, uma vez que tudo é criado de forma automática, sem a necessidade da abertura de chamados para equipe de operações.

- Melhor controle das aplicações da infraestrutura, pois tudo está versionado no Gitlab. A infraestrutura é versionada como se fosse um software.

Compartilhe esta página