Cloud Privada OpenStack

Suporte e Consultoria Openstack

  • Construção de ambientes Privados de Cloud Computing, incluindo serviços de automação, catálogo de produtos, virtualização, disco e armazenamento de arquivos
  • Consultoria para redução de custos com instâncias usando escalonamento automático de servidores para atendimento de demandas pontuais
  • Monitoramento de ambientes Cloud com Ceilometer, Prometheus + Grafana e/ou Zabbix
  • Implantação de Infraestrutura Ágil e Pipelines de CI/CD com Docker, Git, Jenkins, Ansible, Puppet e as ferramentas da própria nuvem, como o Heat
  • Criação de cluster de storage de Ceph para armazenamento de backups, imagens de instâncias, entrega de disco e armazenamento de objetos
  • Contrato de suporte 8x5 ou 24x7 com regime de atendimento preventivo e/ou corretivo com SLA ideal para garantia de disponibilidade do ambiente de produção.

O que é Cloud Privada, IaaS e por que usar Openstack?

Cada vez mais as empresas estão migrando sua infraestrutura física para ambientes em Cloud - seja ela Pública ou Privada - devido à facilidade de escalar o ambiente de forma rápida e econômica e pela quantidade de serviços prontos para uso. Porém, para as grandes companhias mover seus serviços e infraestrutura para dentro de uma cloud pública pode ser custoso e complexo.

Então como usufruir desses serviços se tenho uma equipe para gerenciar e os recursos computacionais para manter um serviço como esse rodando?

A resposta é simples: usando o Openstack!

O Openstack é uma ferramenta Open Source mantido pela comunidade, capaz de oferecer o que chamamos de IaaS (Infrastructure as a Service), ou em português, Infraestrutura como Serviço, onde através dela é possível criar toda uma infraestrutura de Cloud Computing dentro da própria empresa, construindo assim uma “Cloud Privada”, com acesso à todas as vantagens e benefícios que um ambiente em Cloud pode trazer para a organização, sem precisar pagar mensalmente para um provedor.

Implementar o Openstack é bom um caminho para empresas que investiram alto em ambientes tradicionais, como a construção de Data Centers próprios, reutilizarem estes recursos particulares para  construírem um ambiente ágil e flexível, dentro da própria organização, de modo que as empresas consigam usufruir dos benefícios de um ambiente elástico e adaptativo oferecido pelas Clouds, sem nenhum custo e sem desperdiçar recursos existentes.

Uma das vantagens deste ambiente é a capacidade de escalar as aplicações de forma fácil. Uma Cloud deve ser capaz de oferecer diversas ferramentas, que quando utilizadas em conjunto são capazes de automatizar inúmeras atividades do dia-a-dia, facilitando as atividades operacionais, desde as mais comuns até restaurar um ambiente completo após uma falha crítica.

A Cloud Computing também oferece uma camada de abstração que facilita a gerência dos serviços, minimizando qualquer preocupação com padronização de servidores, criação de redes, preparação de ambientes e até mesmo com recursos, repassando essas responsabilidades para outras equipes. Isso acaba tornando toda a infraestrutura mais flexível, ganhando agilidade na entrega de produtos permitindo que inovações cheguem mais rápida ao mercado.

Pontos de Atenção em um Projeto Cloud

O primeiro ponto a ser analisado quando se cria uma infraestrutura de Openstack é quais serviços serão hospedados nela, se suas ferramentas estão preparadas para uma infra nas nuvens, e qual será a disposição dos serviços em cada servidor do seu ambiente.

Com base na informação acima deverá ser tomado a decisão de quais serviços do Openstack serão utilizados. Serviços como o Nova, Neutron, Glance, Cinder e Keystone são “must need”, pois são necessários para o fornecimento dos serviços de computação, porém acima deles podem ser incluídos uma infinidade de outros serviços, desde serviços de bancos de dados como o Trove e o Sahara, até serviços de automação de scripts com o Heat.

Os softwares de sua empresa que rodarão na sua Cloud são o próximo passo, pois nem todos os serviços conseguem rodar dentro desses ambientes. Uma Cloud é diferente de uma virtualização, algo que muitas empresas têm dificuldade de compreender e que acaba causando frustração em diversos projetos de Openstack. Uma das ideias mais simplistas da Cloud é que as aplicações que rodarão nela possuam a capacidade de ser escaladas de forma fácil.

O último ponto de atenção é a disposição dos serviços em cada servidor. O Openstack é um conjunto de diversos projetos, todos interligados através de APIs, logo é possível dividir os serviços em múltiplos servidores. Dependendo do tamanho do ambiente isso acaba se tornando uma obrigação, enquanto em ambientes pequenos talvez um único servidor com todos os serviços de controle talvez seja a situação mais viável.

A 4Linux é especialista em projetar toda a infraestrutura Openstack, desde a indicação dos serviços até a mensuração de servidores necessários para construção do ambiente.

Além do projeto, também indicamos qual a melhor maneira de migrar as aplicações existentes de um ambiente virtualizado ou ‘on premise’ para um ambiente em Cloud, sempre visando as melhores práticas de mercado, de modo que as aplicações possam aproveitar todo o poder da nova infraestrutura e operarem da forma esperada pelo negócio.
 

Solicite Contato

Forma de contato preferencial
CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
7 + 3 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.

Compartilhe esta página