4Linux no programa Frequência Aberta

No dia 03/05/2011, Fernando Lozano, que é especialista Java da 4Linux, esteve no programa Frequência Aberta. O programa vai ao ar todas as terças e quintas às 16h, na rádio UFSCar. O programa é apresentado por Chico Simões e Maithe Bertolin e tem ...

Friday, 13 de May de 2011

No dia 03/05/2011, Fernando Lozano, que é especialista Java da 4Linux, esteve no programa Frequência Aberta. O programa vai ao ar todas as terças e quintas às 16h, na rádio UFSCar.  É apresentado por Chico Simões e Maithe Bertolin e tem como objetivo oferecer um programa sobre arte e tecnologia, tendo como foco os seus impactos em nossas vidas.

O bate-papo com Lozano vem no sentido de aprofundar o amplo debate sobre Direitos Autorais, tema muito em pauta neste semestre, principalmente após um certo número de movimentações no novo Ministério da Cultura. A ideia era conversar um pouco mais sobre licenças, falar do Copyleft e do Copyright. Algumas perguntas respondias durante o programa foram:

  • O que significa o termo GNU?
  • Quais as diferenças entre as licenças copyright e copyleft?

O programa contém ainda um interessante espaço dedicado às músicas livres, sem copyright. Em um programa deste tipo, não poderiam ficar de fora as liberdades básicas, da GPL, que foram citadas no programa:

  • A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito (liberdade nº 0)
  • A liberdade de estudar como o programa funciona e adaptá-lo para as suas necessidades (liberdade nº 1). O acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade.
  • A liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo (liberdade nº 2).
  • A liberdade de aperfeiçoar o programa, e liberar os seus aperfeiçoamentos, de modo que toda a comunidade se beneficie deles (liberdade nº 3). O acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade.

Ou seja, a principal diferença entre o tradicional  domínio público e a GPL é que a GPL garante a redistribuição do código, impedindo que alguém se aproprie e feche um código fonte, que uma vez tenha sido distribuído abertamente. Um dos pontos principais, e  talvez o grande triunfo de Richard Stallman, é o fato de que a GPL garante proteção ao usuário do software e não apenas ao fornecedor, e isto Fernando Lozano fez questão de explicitar ao longo do programa.  

Observa-se hoje uma gradativa redução no espaço dedicado ao software proprietário, em todo o mundo, e isto em grande parte é uma questão econômica, a garantia de desenvolvimento tecnológico para diversos setores, que não poderiam desenvolver suas tecnologias do zero, e que encontram no software livre a possibilidade do desenvolvimento compartilhado, simultâneo e distribuído.

Não é preciso reinventar a roda, nas palavras de Lozano, quando se tem em mãos uma tecnologia livre, que já vem sendo desenvolvida por comunidades, grupos de usuários diversos, e mesmo por outras empresas do setor. Casos em que uma empresa mantém altas taxas de lucratividade, aliada ao desenvolvimento proprietário de software, como é o caso da Microsoft, são muito raros.

Baixe a gravação do bate-papo e ouça quando quiser!

Sobre Fernando Lozano

Fernando Lozano é consultor atuante há quase 20 anos no desenvolvimento de sistemas de informação e integração em redes heterogêneas, é atualmente Arquiteto de Soluções Open Source pela 4Linux, embora tenha sido na maior parte destes anos um consultor independente. Entre seus clientes atuais e passados estão empresas como Amsterdam Sauer, Bob's, Wet'n'Wild, GTech, Marinha do Brasil, Andima, IRB Brasil Re, Caixa Econômica Federal, Banco Bovorantim, IBP, Contax, Golden Cross, Casa e Vídeo e Hermes (comprafacil.com.br). Já atuou como Diretor de Tecnologia do Linux Professional Intitute Brasil, Webmaster da FSF, Editor-Adjunto da Revista Java Magazine e Community Manager do Java.net. Bacharel em Informática pela UFRJ e detentor de várias certificações profissionais do LPI, Red Hat, JBoss, IBM, Sun e até Microsoft. Autor do livro "Java em GNU/Linux" também lecionou em graduação e pós graduação pelas Universidades Estácio de Sá, UniAbeu, Bennet, SENAC e UFLA. Colaborador do IBM Developer Works, NetBeans Magazine, PC Magazine da extinta Revista do Linux. Já foi palestante no LatinoWare, além do FISLI, CONISLI, SOLISC, JustJava e duas vezes no JavaOne em São Franscisco, EUA, entre outros eventos.

Sobre a rádio UFSCar

A Rádio UFSCar é uma emissora educativa, operando na freqüência 95,3 FM em São Carlos e região e através deste site para os ouvintes em qualquer lugar do mundo. A Rádio é um projeto da Universidade Federal de São Carlos, coordenado pela Coordenadoria de Comunicação Social da Universidade. A concessão foi outorgada à Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico da UFSCar, a FAI • UFSCar.

Compartilhe esta página