4Linux: Uma empresa que apóia o BrOffice.org

Acompanhe a entrevista de Rodolfo Gobbi para o portal do BrOffice.org, falando deste envolvimento.

Monday, 23 de April de 2007

A 4Linux foi uma das empresas que entrou no seleto grupo de investidores do BrOffice.org, através do projeto Invista no BrOffice.org. Acompanhe a entrevista de Rodolfo Gobbi para o nosso portal, falando deste envolvimento.

A 4Linux é uma empresa especializada em treinamentos e serviços baseados em softwares livres com foco em segurança e já treinou mais de 13.000 alunos em Linux. Idealizadora do HackerTeen - formação profissional para adolescentes de 14 a 19 anos sobre redes e segurança da computação, empreendedorismo na Internet e ética hacker - que, com uma metodologia inovadora, foi avaliado como "primeiro e único no mundo" pela Harvard Business School.

Realizou alguns dos mais conhecidos cases de software livre do Brasil, entre eles: Metrô de São Paulo, Casa da Moeda do Brasil, Ceagesp, e Projeto CDTC (Centro de Difusão de Tecnologia e Conhecimento) - uma parceria entre a IBM e o ITI - que envolveu, entre outras ações, a maior capacitação em Linux do Brasil: 785 educadores do Ministério da Educação (MEC) foram treinados em Linux pela 4Linux. A empresa tem grande foco nos assuntos relacionados à segurança da informação. Os treinamentos de segurança da 4Linux equiparam-se aos ministrados pela Foundstone Corporate, dos EUA, e pela Matta Security Limited, da Inglaterra. Polícias Civis de crimes digitais de alguns estados brasileiros formaram seus profissionais na 4Linux. Rodolfo Gobbi, Presidente da 4Linux e representante do LPI no Brasil em contato direto com o universo do SL/CA desde 1994, nos fala um pouco mais sobre esta ação, a participação da 4Linux no Investimos no BrOffice.org, projeto de apoio à comunidade brasileira. BrOo: Gobbi, porque é importante investir em um projeto colaborativo como o BrOffice.org? Por que a 4Linux se beneficia deste projeto. Todos os computadores da empresa rodam BrOffice.org. Nada mais justo do que, ao economizar dinheiro com licença de software, apoiar este e outros projetos de software livre. BrOo: A 4Linux está no mercado desde 2002, sempre com foco em SL/CA. Durante todo esse tempo, o que mudou no cenário de tecnologia da informação a partir do amadurecimento dos softwares livres? Nestes cinco últimos anos, ele entrou de vez no mercado corporativo. Grandes empresas consideram hoje fortemente o uso e até o modelo de desenvolvimento colaborativo das comunidades de software livre. BrOo: O Software Livre em geral baseia o seu desenvolvimento em plataformas de serviços e trabalho colaborativo. A mudança do valor agregado ao software da licença de uso para os serviços já é uma realidade? Não é uma realidade mas irá ser. Infelizmente o cliente criou uma âncora onde ele acha que o software livre é de graça. Já tive casos onde o projeto de migração tinha redução de preço de 30% e o cliente queria mais, também queria o serviço quase de graça. BrOo: Na visão da 4Linux, o que, além da não existência do custo de licenciamento, tem motivado o mercado a usar cada vez mais softwares livres? Agora as empresas estão entendendo que o mais importante não é a redução de preço mas usar sofwtare que tem seus padrões abertos e públicos e o software livre permite isso. Independência de fornecedor é outro fator forte. Ninguém quer ficar refém de fornecedor. BrOo: Como a tendência de crescimento do mercado reflete na formação de mão-de-obra especializada em Software Livre? Reflete diretamente. Mais empresas usando software livre, mais profissionais sendo solicitados. Por causa disso a 4linux lançou no dia 2 de abril um banco de dados de Curriculuns Vitae de profissionais livres para facilitar o contato entre empresas e profissionais. Veja mais no nosso portal. Fonte: BrOffice.org

Compartilhe esta página