Certificação ou Faculdade em TI?

Certificação ou Faculdade? É uma dúvida recorrente entre os profissionais de Tecnologia da Informação e faz todo o sentido em um mercado de TI aquecido e carente de profissionais qualificados. Confira o nosso ponto de vista neste breve artigo.

Friday, 1 de March de 2013

Certificação ou Faculdade? É uma dúvida recorrente entre os profissionais de Tecnologia da Informação e faz todo o sentido em um mercado de TI aquecido e carente de profissionais qualificados. A demanda é alta e imediata, o que constrasta com a formação tradicional, que pode se estender por anos e incluir disciplinas de interesse amplo, para muito além de questões técnicas pontuais. Por "formação tradicional" entenda os cursos de graduação ministrados em salas de aula físicas, muitas vezes com excesso de alunos e infraestrutura obsoleta. Nestes espaços, é comum que as exposições teóricas e conceituais sejam privilegiadas, em detrimento de uma prática cada vez mais requisitada pelos empregadores.

 

Conciliando teoria e prática

Quando não obtém as experiências práticas fundamentais para o exercício profissional, na graduação, é muito frequente a procura por cursos livres, focados em tópicos pontuais, buscando justamente a conciliação entre o conhecimento teórico e a capacidade de resolver problemas do cotidiano. Uma grande parcela das pessoas interessadas em TI, porém, não cursaram a graduação o que, a partir deste ponto, nos permite pensar em dois grupos distintos:

1. Estudantes recém-graduados e com pouca experiência para lidar com os desafios do mercado 2. Pessoas que ainda não dispõe de recursos financeiros para cursar a graduação.

O primeiro grupo, após uma busca por cursos livres, extra-curriculares, ou de pós-graduação, poderá adquirir as habilidades deficitárias da graduação, e encontrará na certificação uma forma consistente de provar isto ao mercado de trabalho.

O segundo grupo encontrará, através de cursos, um caminho econômico e rápido para adquirir algumas das principais habilidades exigidas pelas empresas, e encontrarão na certificação uma forma consistente de provar ao mercado que são capazes de realizar uma série de procedimentos indispensáveis ao exercício profissional. Uma vez empregados, os membros do segundo grupo poderão subsidiar os estudos de graduação.

 

 

Palavra-chave: certificação

Sob tal perspectiva, a certificação é capaz tanto de atestar as capacidades práticas de um profisisonal já graduado, quanto de inserir no mercado de trabalho aquele profissional que ainda não cursou a graduação. Tratam-se de trajetórias distinas, mas que que se encontram justamente na importância de um curso de graduação,  e a sua formação global, aliado a capacidade de solucionar problemas e lidar com questões do cotidiano corporativo, atestada pela certificação.

Uma pesquisa divulgada pela International Database Corporation (IDC), apontou que profissionais de TI certificados têm 53% a mais de chances de conseguir emprego e ganhar salários de 10 a 100% superiores à média que o mercado paga aos especialistas sem certificação que ocupam as mesmas funções.

 

 

Compartilhe esta página