A HORA É AGORA. Aqui na França e em todo o mundo o LINUX ESTÁ POR TODOS OS LADOS e só avança.

Hoje tenho emprego fácil porque eu sei usar Linux.

Wednesday, 15 de March de 2017

A área de marketing da 4Linux entrevistou Flávio Gurgel um profissional de T.I. autodidata que afirma: com cursos e treinamento, o autodidata avança muito mais rápido. Flávio é engenheiro e trabalha há mais de 20 anos com TI. "O mundo dos DevOps, das Startups, do Cloud Computing, da automação, dos conteineres, tudo é baseado em Linux".

Veja entrevista completa.

  • Qual o seu nome, idade e a sua formação acadêmica?

Meu nome é Flavio Gurgel, tenho 40 anos e sou Engenheiro Eletricista pela Universidade Federal do Paraná.

  • Você trabalha com TI há quantos anos?

Meu primeiro contato com TI profissionalmente foi em torno de 1994 quando eu trabalhava em uma lojinha que consertava computadores MSX. Eu diria que no mundo corporativo, foi quando eu comecei a programar, em torno de 1995.

  • Como você foi apresentado ao mundo do linux e do software livre?

Meu primeiro contato com software livre foi em 1999, quando utilisei PostgreSQL para um projeto de um cliente, mas nessa época eu estava olhando os aspectos técnicos do programa e não o fato de ele ser livre. Eu realmente me dei conta de que o software livre era o futuro em 2003. Nesse ano, percebi o quanto os programas proprietários controlam a nossa vida e nós nem percebemos. Ali eu me disse que precisava baixar e instalar uma máquina com Linux, eu mesmo, sem ajuda, e percebi o quão libertador isso foi pra mim. Porém, se eu tivesse alguma ajuda ou formação na área, as coisas teriam sido bem mais rápidas. Perdi muito tempo instalando, configurando, testando e quebrando pedra para fazer coisas simples como navegar na Internet. Depois que eu comecei a usar Linux profissionalmente e pude fazer cursos, as coisas foram ficando muito mais claras e minha evolução foi exponencial.

  • Você acredita que o linux fez diferença na sua carreira?

Muita, muita diferença. Hoje tenho emprego fácil porque eu sei usar Linux. O mundo dos DevOps, das Startups, do Cloud Computing, da automação, dos conteineres, tudo é baseado em Linux e Software Livre. Como tenho conhecimentos e experiência com Linux no meu currículo, as empresas me procuram, não sou eu que procuro emprego. Eu simplesmente não tenho medo de ficar desempregado, mesmo com crise econômica, TI sempre tem crescimento e é no meio das crises que as empresas investem em inovação. Onde tem inovação, tem Linux e Software Livre.

  • Você tem amigos que fizeram faculdade com você e não estão no mundo linux? Fazendo uma comparação, consegue concluir que sua carreira decolou mais rápido do que a deles por conhecer linux e software livre?

Infelizmente perdi um pouco o contato com colegas da faculdade porque eu segui o caminho de TI enquanto os demais foram pro lado da elétrica e telecomunicações, muitos foram empregados por empresas de telefonia celular pois foi a época das grandes expansões de rede. O que eu posso dizer em relação a eles é que eu posso controlar minha carreira e escolher onde quero trabalhar muito mais facilmente. Eles dependem mais dos humores do mercado, num mundo onde tudo se automatiza e se amplia em escala para evitar a mão de obra humana, conhecer Linux e Softare Livre me permite de estar à frente de muitos trabalhos que antes era feitos por engenheiros e infelizmente estão desaparecendo pouco a pouco.

  • Se você tivesse a oportunidade de recomeçar a sua carreira em TI, o que você faria diferente?

Eu teria feito mais cursos e formação mais cedo. Eu demorei muito pra procurar e achava que era dinheiro e tempo perdido. Eu sou um bom auto-didata, mas mesmo um auto-didata precisa de formação. E com formação, o auto-didata anda muito mais rápido. Vi muita gente menos capacitada que eu me ultrapassar, quando me dei conta disso corri atrás do prejuízo.

  • Você acha que atualmente vale a pena investir na carreira Linux?

Linux só avança. Linux está por todos os lados. Só não vê quem não quer. As pessoas pensam nos seus computadores pessoais onde rodam seus programas proprietários. Mas tudo hoje roda em servidores, em conteineres, na nuvem, e tudo isso é Linux. Então, quem quer uma carreira em TI TEM QUE saber Linux. É a base de tudo.

  • Você indica o "mundo Linux" para as pessoas?

Com certeza. Depois venha trabalhar comigo. Temos vagas e estamos recrutando. Aliás, as empresas onde trabalho recrutam continuamente e isso já faz 9 anos que vejo, em três empresas diferentes e em dois países. E, ao contrário de muitas profissões onde uma pessoa de 40 anos já está entrando na fase obsoleta e tem dificuldades em se recolocar, minha mobilidade profissional ainda é muito boa.

  • Qual mensagem você pode deixar para os profissionais que estão começando a carreira?

Não sigam a modinha. Moda passa, o programa legal que está na tendência do mercado, no ano que vem pode estar morto. Pensem em estrutura. Quem conhece as estruturas aprende qualquer coisa por cima. Invista em Linux e os programas GNU de base, porque quem não sabe isso não evolui e morre na primeira entrevista por telefone. Aprenda distribuições sólidas de servidores como Debian e CentOS/Red Hat. Aprenda como funciona virtualização e redes. Aprenda ao menos uma linguagem de scripts além do Bash como Python ou Ruby porque são parte de praticamente todas as ferramentas de automação. Conheça como dados são armazenados. Com os conhecimentos acima bem sólidos e postos em prática, siga seu caminho preferido.

Agradecemos o Flavio, sucesso.

Formação Linux    Formação Python     Consultoria Linux

 

Compartilhe esta página