O que um profissional Linux ou DEVOPS precisa saber para desempenhar bem as suas tarefas, (JTA).

O conceito de JTA é usado em todas as áreas profissionais, inclusive na área de T.I.

Monday, 16 de October de 2017

O que um SysAdmin Linux ou um Engenheiro DEVOPS precisam saber para desempenhar bem as suas tarefas do dia a dia?

 É esta pergunta que a Job Task Analysis (JTA) procura responder. Por exemplo, conhecimentos necessários para um DEVOPS Enginer sob a ótica do LPI.

Os levantamentos de Análise de Tarefas de Trabalho (JTA) são usados para analisar quais tarefas dentro de uma determinada função de trabalho são mais relevantes. Elas são frequentemente usados para construir e validar programas de certificação, para garantir que as questões que estão sendo feitas são relevantes para aquela carreira ou profissão. O LPI ( Linux Professional Institute) e a Linux Foundation usam JTA em seus programas de certificação.

A 4Linux é a única empresa brasileira que participa dos JTA do LPI e da Linux Foundation e acreditamos que somos convidados para esta tarefa devido a competência técnica dos nossos profissionais e também por sermos uma empresa de consultoria Linux, acostumada a trazer  para a sala de aula vivências práticas dos projetos nos quais nossa equipe participa. Isso é quase um JTA pois nos permite selecionar assuntos e criar laboratórios para os nossos cursos com assuntos que realmente fazem diferença na hora de concorrer a uma vaga de emprego ou de colocar em prática um conhecimento adquirido.

 Tostines é fresquinho porque vende mais ou vende mais porque é fresquinho?

  •     A equipe 4Linux É CONVIDADA  para participar da JTA

PORQUE nossos consultores trazem para a sala de aula – através da metodologia IT Experience e das vivências adquiridas em projetos, assuntos que realmente fazem diferença no dia a dia de um sysadmin OU os nossos cursos ensinam o que realmente faz diferença para o aluno

PORQUE  nossos consultores participam do JTA e devido a esta participação trazem para os cursos da 4Linux conteúdos relevantes para a carreira.

Independente da resposta, o grande beneficiado é o aluno 4Linux que vivencia em nossos cursos assuntos que realmente farão diferença na hora de conseguir um emprego ou aplicar o conhecimento no seu local de trabalho. São 40h de aprendizado intenso de assuntos que realmente fazem a diferença.

A participação da 4Linux não para por aí. Alguns de nossos profissionais participam da criação, tradução e revisão de questões das certificações LPI e LF.

Recentemente o Gerente de Desenvolvimento William Welter esteve em San Francisco na Linux Foundation participando da atualização das provas da LF e a Gabriela Dias, Diretora de Operações da 4Linux e idealizadora da metodologia IT Experience, juntamente com Alisson Machado, Arquiteto DevOps da 4Linux - foram contratados como SME (Subject Matter Expert - DEVOPS) ou seja Especialistas no Assunto DevOps para avaliar a qualidade e a abrangência do banco de questão da nova certificação LPIC-OT DevOps Engineer que será lançada oficialmente no início de 2018

“Aprender um sistema operacional como o Linux com milhões de linhas de código e milhares de funcionalidades e comandos não é uma tarefa simples se você não focar naquilo que realmente faz a diferença para o dia a dia do SysAdmin. Os cursos da 4Linux têm como foco principal a empregabilidade do aluno e a nossa participação na JTA tem papel importante nesta tarefa. Queremos que o nosso aluno aprenda mais em menos tempo e tenha um rápido retorno sobre o investimento que ele fez.”, explica Rodolfo Gobbi, Diretor-Geral da 4Linux.

Cursos Linux O que é o LPI Metodologia IT Experience

Compartilhe esta página