Unidade do Exército Brasileiro capacita profissionais na 4Linux

“sem gastar com as licenças, pode-se investir mais em hardware sem ter que se preocupar com o alto custo dos softwares proprietários”

Monday, 14 de November de 2005

A escolha pelo software livre atende à determinação do Ministério do Exército e do Governo Federal e promove a inclusão digital dos soldados O 20º GACL – Grupo de Artilharia de Campanha Leve, localizado em Barueri, atendendo as diretrizes do Exército, está implantando software livre com o objetivo de reduzir custos e capacitar os militares, qualificando-os para operarem os sistemas nos quartéis e no meio civil após a desincorporação. A 4Linux, empresa especializada em serviços e treinamentos baseados em softwares livres, apoiará nos assuntos relacionados ao open source, realizando o treinamento dos facilitadores, que depois treinarão outros militares, e também dando orientações técnicas para a montagem dos servidores e suporte técnico. O projeto abrangerá os processos ligados à produção de informações da Organização Militar e todos eles serão baseados em software livre. “O resultado dessa implantação é atender as diretrizes do Exército, implantando uma política de custo zero com soluções proprietárias que, às vezes, com o decorrer do tempo, nos deixam sem opções de suporte”, afirma o comandante da Base Administrativa do 20º GACL, Capitão Marcelo Montibeller Borges, que complementa, “sem gastar com as licenças, pode-se investir mais em hardware sem ter que se preocupar com o alto custo dos softwares proprietários”. De acordo com o comandante da base administrativa, "outro objetivo do projeto é promover a inclusão digital dos soldados que anualmente prestam o serviço militar inicial. Uma das preocupações do Exército, além de formar a reserva mobilizável, é capacitar o recruta a inserir-se nas melhores condições possíveis no mercado de trabalho, quando do seu retorno ao meio civil. A idéia é formar cidadãos empreendedores e conscientes, com sólido conhecimento de informática e de utilização do software livre", declara o Capitão Borges. Segundo o Sargento João Rodolfo Vieira, responsável pelo setor de informática da Organização Militar e um dos pioneiros na implantação, “o Grupo Bandeirante escolheu a 4Linux pela experiência e qualidade em serviços linux e pelas referências de mercado, com cases de sucesso em grandes empresas, como a Bombril, por exemplo”. “Esses atributos habilitaram a empresa a constituir a parceria”, destaca o Sargento Vieira. A estrutura de TI do 20º GACL é formada por 60 estações e 5 servidores. Ao todo, serão capacitados cerca de 500 militares até o primeiro semestre de 2006. O projeto será implantado de forma gradativa na Unidade, iniciando pelos servidores de arquivos, usuários e aplicações, chegando, por fim, aos terminais em todas as estações de trabalho.

Compartilhe esta página