Mulheres que programam, Quebrando paradigmas!

Quais as vantagens de ter uma mulher num projeto de desenvolvimento de software?

Tuesday, 8 de March de 2016

Para quebrar o gelo iremos começar mostrando as principais ferramentas que um programador precisa conhecer para trabalhar com o PostgreSQL no seu dia-a-dia. Através de exemplos simples mostraremos suas principais vantagens e características que o fazem ser considerado "O banco de dados open source mais avançado do mundo". Veremos questões sobre desempenho: indexação, views materializadas, planejador do consulta, escalabilidade vertical. Também iremos falar sobre questões de replicação e backup. A área de TI já tem visto ser quebrado o velho mito de que programação não é coisa de menina. Quem ainda guarda esse preconceito, desconhece, por exemplo, que o primeiro programador de que se tem noticia é uma mulher. Ada Lovelace (1815-­1852) tem nas suas anotações o primeiro algoritmo datado, fato que só foi admitido muito mais tarde. A liguagem de programação ADA, que é baseada em Pascal, tem esse nome em homenagem a ela. Proposta por Juciellen Cabrera, da 4Linux, a oficina “Mulheres que programam??? Quebrando paradigmas!” apresentou, na 16ª edição do Fórum Internacional Software Livre, que acontece em Porto Alegre, o atual panorama da equidade de gênero no mundo da computação. O objetivo era desconstruir mitos, mostrando mulheres com contribuições marcantes na área na maioria das vezes pouco conhecidas. Apesar das mentes estarem mudando, apenas 30% dos programadores são mulheres. Muito abordados também na exposição foram os o porquês dessa realidade. Porque ainda não temos equidade de gênero na area de TI? Falta de incentivo, falta de referências? Os exemplos de várias mulheres referências da área que passam despercebidas foram também uma forma de compartilhar conhecimento sobre o tema e empoderar outras mulheres. Consultoria Cursos Contato

Compartilhe esta página